câncer Ginecológico

Conheça os tipos de câncer Ginecológico

De acordo com informações da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), o câncer de colo de útero é o terceiro mais comum entre as mulheres na América Latina e no Caribe. Esse é apenas um dos cinco tipos de câncer ginecológico.

Você sabe quais são eles? Conhece os fatores de risco e sintomas? Então, este texto é leitura obrigatória.

Tipos de câncer ginecológico

Neste post, você vai descobrir tudo o que precisa a respeito de cada uma dessas neoplasias.

Câncer de colo de útero

O câncer de colo de útero é a principal causa de morte de mulheres por câncer no mundo. No entanto, dentre todos os tipos de câncer ginecológico, é o que tem as formas mais eficazes e acessíveis de prevenção.

Isso porque a infecção pelo Papilomavírus humano (HPV) é a principal causa desta patologia. Porém, existem vacinas que protegem contra os tipos mais frequentes desse vírus, que deve ser tomada por meninas de 9 a 14 anos.

Além da vacinação, outra ação preventiva é a realização periódica do exame papanicolau. Ademais, entre os sintomas mais relatados estão: corrimento vaginal, vontade constante de urinar, inchaço na perna, sangramento vaginal após a relação sexual e depois da menopausa..

Câncer de ovário

O câncer de ovário é o segundo câncer ginecológico mais diagnosticado no Brasil. Ao mesmo tempo, é a neoplasia de diagnóstico mais difícil e, consequentemente, o que oferece menos chances de cura. 

Ainda, entre os principais fatores de risco para o câncer de ovário, podemos citar a idade avançada, histórico familiar de câncer, uso contínuo de anticoncepcionais, realizar terapia de reposição hormonal, não ter tido filhos ou ter sido mãe após os 30 anos.

Ademais, este tipo de neoplasia não costuma manifestar sintomas em estágio inicial. Quando já está avançado, a paciente pode apresentar inchaço, dificuldade para comer, dor nas costas, fadiga, prisão de ventre, dor durante o sexo, alterações no ciclo menstrual e incontinência urinária.

Câncer de endométrio

Trata-se de um dos cânceres ginecológicos menos comuns. Geralmente, a doença surge a partir de uma lesão pré-maligna que consegue alcançar a mucosa do endométrio. Sangramento vaginal anormal, perda de peso sem causa aparente, dor durante o sexo ou ao urinar e presença de massa na região pélvica são os sintomas mais característicos.

Ainda, os fatores de risco para o câncer de endométrio são: menarca precoce ou menopausa tardia, terapia de reposição hormonal, nunca ter tido filhos, ter mais de 50 anos, ter diagnóstico de diabetes e/ou de obesidade.

Câncer de vagina e de vulva

Os tumores de vagina e de vulva são os tipos de câncer ginecológico mais raros, representando cerca de 7% de todos os casos. Quando a doença é localizada, o tratamento costuma ser mais eficaz.

Na maioria dos casos, o câncer de vagina é secundário, ou seja, o tumor se desenvolveu em outro órgão e, ao se expandir, alcançou a genitália feminina. Já o câncer de vulva surge como uma úlcera ou placa e leva anos para se manifestar.

Ainda, entre os principais fatores de risco para essas neoplasias, estão: histórico pessoal de câncer de colo de útero ou cervical, infecção por HPV, múltiplos parceiros sexuais, início precoce da atividade sexual, tabagismo, ter mais de 60 anos e ter tido lesões de pele na vulva.

Portanto, com a leitura deste post, você conheceu tudo o que precisava a respeito dos diferentes tipos de câncer ginecológico. Então, para prevenir o desenvolvimento destas neoplasias, mantenha uma rotina de consultas com o ginecologista.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp