papanicolau

A importância do exame papanicolau na prevenção do câncer ginecológico

O câncer ginecológico é uma doença silenciosa na maioria das vezes. Por isso, exige bastante cuidado por parte das mulheres, para que possa ser diagnosticado e tratado nas suas etapas iniciais, evitando surpresas e agravamento do caso.

E a forma de prevenir e diagnosticar precocemente é através do exame Papanicolau (ou também conhecido como exame de rotina). Você sabe do que se trata este exame e a sua real importância?

Criei esse post para te ajudar a compreender mais sobre o assunto. Confira a seguir.

O que é o exame Papanicolau?

O exame Papanicolau é um exame ginecológico que deve ser realizado periodicamente por todas as mulheres, a partir do momento em que elas iniciam a sua vida sexual.

No entanto, para mulheres que ainda são virgens, mas possuem mais de 21 anos, este também poderá ser solicitado pelo médico em algumas situações para avaliar o colo uterino e verificar possíveis alterações.

É um exame rápido, indolor (podendo causar apenas um leve desconforto) e realizado no próprio consultório médico.

O exame serve apenas para prevenir o câncer ginecológico?

Não. O seu principal objetivo é investigar a presença de alterações e doenças na região íntima feminina, como:

  • Infecções vaginais, como: candidíase, vaginose bacteriana ou tricomoníase;
  • DSTs (doenças sexualmente transmissíveis), como: sífilis, gonorreia, clamídia ou HPV;
  • Câncer ginecológico, em especial o câncer no colo uterino.

Qual é a sua importância para a prevenção do câncer ginecológico?

O câncer de colo uterino é o terceiro de maior incidência entre o público feminino e costuma ser assintomático. Ou seja, se você não realizar o exame de rotina esporadicamente, é bem provável que você só descobrirá a doença nos seus estágios mais avançados, quando o tumor já se espalhou por outros órgãos como a bexiga ou até mesmo já tenha dado metástase.

Portanto, para que você não corra risco de ser pega de surpresa, o mais certo é seguir as orientações médicas e realizar o exame preventivo de acordo com o calendário passado pelo médico.

Como é feito?

O exame Papanicolau é rápido, simples e realizado dentro do próprio consultório médico. No entanto, para que ele possa alcançar eficácia, é necessário que a mulher siga algumas orientações:

  • Não estar no período menstrual;
  • Não realizar ducha vaginal nas 48h que antecedem o exame;
  • Não utilizar cremes e pomadas intravaginais nas 48h que antecedem o exame;
  • Não ter relações sexuais nas 48h que antecedem o exame.

Quando o exame deve ser realizado?

O exame deve ser realizado por todas as mulheres sexualmente ativas, a partir do momento em que iniciarem sua vida sexual, até completarem 65 anos. E a periodicidade média é de um ano, podendo variar em algumas condições:

  • Se o exame tiver dado alguma alteração, o indicado é que seja repetido em um prazo menor de tempo para analisar a recorrência do problema;
  • Se o exame tiver sem alterações por 2 anos seguidos, o médico pode sugerir que a paciente o realize a cada 3 anos, salvo exceções em que a paciente sinta algum incomodo antes deste prazo.

Em relação às mulheres grávidas, o exame pode ser realizado até o quarto mês de gestação, sem que ofereça risco ao bebê uma vez que o mesmo não atinge o interior do útero e nem o feto.

Agora você já sabe quais são as principais questões a respeito do exame Papanicolau e qual a sua importância na prevenção e diagnóstico do câncer ginecológico. Não deixe de consultar o médico de sua confiança para verificar a necessidade de realizá-lo para manter a sua saúde em dia.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp