tumores no ovário

3 tipos de tumores no ovário e seus sintomas

O câncer de ovário é considerado um dos mais letais, pois é silencioso e, quando produz sintomas, eles são semelhantes aos de outras enfermidades. Existem diferentes tipos de tumores no ovário e cada um se comporta de maneira distinta.

Neste post, você irá conhecer mais sobre essas diferentes formas de manifestação dos tumores e os sintomas que costumam provocar.

Tumores no ovário

Para saber mais sobre o assunto, continue a leitura.

1. Tumores epiteliais de ovário

Os tumores epiteliais são aqueles que se desenvolvem nas células que revestem a superfície externa do ovário. A maioria dos casos de câncer de ovário é causada por este grupo de tumores, que são subdivididos em:

  • tumores ovarianos epiteliais benignos: são aqueles que não se disseminam para outras partes do corpo e que não trazem grande risco à saúde. Os cistoadenomas serosos, mucinosos e os tumores de Brenner são alguns deles;
  • com baixo potencial de malignidade: quando não se formam dentro do estroma, tecido de suporte do ovário. Esse tipo é mais comum em mulheres mais jovens e oferecem menor risco de morte que as outras formas;
  • epiteliais malignos do ovário: é o tipo mais comum e são divididos em seroso, mucinoso, endometrióide e de células claras;
  • carcinoma peritoneal primário: é o tumor que se inicia nas células da trompa de Falópio e que se dissemina ao longo da pelve e abdômen. Esse carcinoma é mais frequente em mulheres que já removeram os ovários;
  • câncer das trompas de Falópio: trata-se de um tipo raro que começa nas trompas de Falópio. Esse tipo costuma ter o prognóstico melhor que o câncer de ovário.

Apesar das muitas diferenças entre cada um desses tumores, eles possuem algumas semelhanças. Uma delas diz respeito à sintomatologia. Quando manifestam sintomas, eles costumam ser dor ou inchaço abdominal, náuseas, vômitos, indigestão e alteração nos hábitos intestinais.

2. Tumores estromais de ovário

Trata-se de um dos tumores no ovário menos comuns, representando cerca de 1% dos casos. Esse tipo se desenvolve nas células estromais e costuma ser diagnosticado em mulheres com mais de 50 anos.

Ainda, em situações menos frequentes, os tumores estromais produzem testosterona. Com isso, provocam o crescimento de pelos faciais e corporais, interrupção dos ciclos menstruais e dor abdominal súbita. Outros sintomas característicos desse tipo de tumor são: hemorragia vaginal anormal e desenvolvimento da mama antes da puberdade.

Ademais, os tumores estromais malignos podem ser de células granulosas, de teca-granulosa ou tumores de células de Sertoli-Leydig. Geralmente, essas lesões cancerosas são diagnosticadas em estágio inicial e têm um bom prognóstico. 

3. Tumores de ovário de células germinativas

Na maioria dos casos, os tumores no ovário de células germinativas são benignos. Porém, quando representam um câncer, costumam ser letais. Ainda, esse tipo de tumor também é subdividido, sendo os mais comuns:

  • teratoma: são tumores que podem ser benignos, teratoma maduro, e malignos, teratoma imaturo. No primeiro caso, costumam acometer mulheres em idade reprodutiva, sendo os tipos mais comuns de tumores de células germinativas. Já o teratoma imaturo ocorre em mulheres com menos de 18 anos, sendo um tipo raro;
  • disgerminoma: trata-se do câncer de ovário de células germinativas mais recorrente e costuma afetar adolescentes e mulheres jovens. Quando estão limitados ao ovário, são maiores as chances de cura;
  • tumor do saco vitelino e coriocarcinoma: são dois tipos de tumores raros que se desenvolvem e se disseminam rapidamente.

Ainda, a depender do tipo, os tumores no ovário de células germinativas podem causar inchaço, dor pélvica, necessidade urgente e frequente de urinar, dor de estômago ou nas costas, fadiga e desconforto durante o ato sexual.

Então, com a leitura deste post, você conheceu os principais tipos de tumores no ovário e os sintomas que provocam. Com isso, caso esteja apresentando uma sintomatologia semelhante, procure um médico para ser avaliado.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp