câncer de ovário

Tire suas dúvidas sobre o câncer de ovário

O câncer de ovário é a doença ginecológica mais difícil de ser diagnosticada devido grande parte dos tumores malignos só se manifestarem quando já estão em um quadro avançado. O seu surgimento está relacionado a fatores hormonais, genéticos e ambientais.

Por se manifestar de maneira tardia, se tornou o tumor ginecológico responsável pelo maior número de mortes. Além disso, também é a segunda doença ginecológica mais comum na vida das mulheres, atrás somente do câncer de colo de útero. 

Esse tumor pode se desenvolver em qualquer faixa etária, porém é mais comum em mulheres acima de 40 anos de idade.

Sintomas

O câncer de ovário não apresenta sintomas em sua fase inicial, porém na medida em que o tumor vai se desenvolvendo ou se alastrando para outros órgãos, surgem alguns sintomas. Os mais frequentes são:

  • Dor na região pélvica ou abdominal;
  • Sentir vontade de urinar mais vezes do que o normal;
  • Inchaço abdominal;
  • Perda de apetite;
  • Perda de peso;
  • Dores nas costas ou pernas;
  • Alterações menstruais;
  • Dor durante relações sexuais;
  • Prisão de ventre ou diarreia;
  • Sensação de náusea ou azia;
  • Fadiga.

Causas

A causa do câncer de ovário ainda é desconhecida. O que se sabe é que esse tumor surge através de alterações genéticas que modificam as características da célula, dificultando sua capacidade de se multiplicar de forma rápida e de adquirir irrigação dos vasos sanguíneos vizinhos.

Com isso, uma aglomeração de células é formada e elas são chamadas de tumores locais.

Já quando o câncer se dissemina para outros órgãos, formando tumores distantes do local inicial, ocorre a chamada metástase.

Tipos de tumores no ovário

Existem três tipos específicos de tumores no ovário, que são:

Tumores epiteliais

Considerado o mais comum, ocorre quando há o surgimento do tumor no tecido da superfície na região externa do órgão.

Tumores de células germinativas

Seu início se dá nas células que são responsáveis pela produção dos óvulos. É o tipo considerado mais raro e ocorre normalmente em mulheres mais jovens.

Tumores estromais

Seu surgimento ocorre nas células que formam os ovários e que são responsáveis pela produção dos hormônios femininos progesterona e estrogênio.

Tratamento 

O tratamento depende do tipo e da gravidade que o câncer apresenta e alguns fatores também devem ser considerados, como: idade, qualidade de vida e o desejo do paciente de ter filhos ou não.

Para tumores que estão em fase inicial, o tratamento é mais simples e consiste na realização de uma cirurgia para remover o útero e o ovário.

Já para os casos em que a doença está em um estágio mais avançado é feita a remoção de todos os tumores visíveis. Esse é um método que aumenta a chance de sobrevivência do paciente.

Em alguns casos, após a cirurgia os pacientes devem ser submetidos a sessões de quimioterapia.

Gravidez após o câncer

O desejo de engravidar após o câncer de ovário ter sido diagnosticado ainda em sua fase inicial, deve ser esclarecido com o médico, já que a orientação pode variar a depender do caso.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em Londrina!

Comentários
Dr. Rafael Onuki Sato

Posted by Dr. Rafael Onuki Sato