câncer do útero

Afinal, o que é câncer do útero?

Afinal, o que é câncer do útero?

O câncer de útero pode aparecer em várias partes do órgão. Dentre os mais comuns, encontra-se o câncer de endométrio. 

Ele pode iniciar em diferentes faixas etárias. No entanto, ele é mais frequente em mulheres na menopausa. 

Existem diversas opções de tratamento e orientações para prevenir a doença. 

Neste artigo, vamos explicar todos os detalhes desse câncer. 

Quais são os sintomas do câncer do útero? 

O desenvolvimento do câncer pode ocorrer devido a vários motivos. 

Os mais comuns são: diabetes mellitus, falta de ovulação crônica, menopausa tardia, menarca precoce, nuliparidade, hiperplasia (crescimento) endometrial e dietas com nível elevado de carga glicêmica. 

Existem ainda outros fatores que contribuem para o câncer, entre os quais: síndrome do ovário policístico, síndrome de Lynch, excesso de gordura corporal e predisposição genética. 

O câncer pode aparecer ainda em pessoas que utilizaram a radiação anterior para tratamentos de tumores de ovário, além do uso de estrogênio (hormônio feminino), para a reposição hormonal após a entrada na menopausa. 

É importante deixar claro que o desenvolvimento do câncer é mais comum em mulheres com idade superior a 50 anos. 

Como prevenir a doença? 

Para prevenir o câncer, o paciente deve fazer atividade física regular. 

No entanto, antes de iniciar qualquer exercício, recomendamos consultar um profissional para que ele indique qual é a melhor opção de acordo com os seus objetivos. 

O peso corporal saudável é essencial para evitar o câncer. Neste caso, indicamos uma consulta com uma nutricionista. Esqueça as sugestões e dietas da internet. Afinal, a nutricionista saberá qual é o cardápio mais adequado para a sua rotina. 

Quais são os sintomas do câncer de útero? 

O sintoma mais frequente é o sangramento vaginal que ocorre fora do período da menstruação. Ele também pode aparecer entre os ciclos menstruais. Nessas situações, o sangramento desenvolve com mais intensidade.

Esse sintoma também pode surgir em mulheres que estão na menopausa.  

Como é feito o diagnóstico da doença? 

Os pacientes que identificam a doença na fase inicial tem mais possibilidades de sucesso durante o tratamento. 

O diagnóstico do câncer do útero pode ser feito de várias formas, dentre elas:  ultrassonografia transvaginal, histeroscopia e Biópsia do endométrio. 

O que é o estadiamento de doença e por que ele é importante? 

Estadiamento de doença é a primeira etapa que o paciente com câncer deve passar para identificar o desenvolvimento do tumor. 

Nessa fase, o paciente descobre se o tumor está presente somente no órgão de origem ou se ele espalhou para outros órgãos. 

O estágio da doença é essencial para escolher o melhor tipo de tratamento. 

Além dessa característica, o médico também avalia a idade e outros problemas de saúde. 

Os exames que ajudam nessa fase são: exame pélvico (com espéculo e toque vaginal) e exames de imagem. 

Nesse último caso, pode ser feito no paciente a radiografia, ultrassonografia, tomografia e/ou Ressonância Nuclear Magnética. 

Quais são as formas de tratamento? 

O tratamento do câncer pode ser feito com cirurgias para retirar o útero, ovários e trompas.

Em alguns casos, é necessário um tratamento para completar a cirurgia como a radioterapia e quimioterapia. 

Uma boa relação entre médico e paciente é muito importe para o sucesso do tratamento do câncer do útero. Portanto, escolha um bom profissional e siga as instruções para ter tranquilidade pelos próximos dias. 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em Londrina!

Posted by Dr. Rafael Onuki Sato in câncer do útero