câncer de ovário

8 fatores de risco para câncer de ovário



O câncer de ovário pode se desenvolver em mulheres que apresentem um ou mais fatores de risco para a doença. Por isso, é importante saber se há alguma condição para seu o desenvolvimento.

O fator de risco é exatamente isso: uma condição que aumenta a probabilidade de ter algum tipo de câncer. No caso do câncer de ovário, são fatores de risco principais a faixa etária da mulher, seu histórico reprodutivo, assim como alterações hormonais.

No entanto, há ainda muitos outros, como se verá a seguir. Contudo, apresentar um ou mais dos fatores não quer dizer que você terá câncer. Dessa forma, diante de alguma condição favorável para a doença, o melhor caminho é fazer um monitoramento com exames periódicos.

Confira, a seguir, o que pode contribuir para que uma mulher tenha câncer de ovário.

Idade

O risco de desenvolver câncer de ovário aumenta com a idade. A chegada da menopausa provoca alterações hormonais que favorecem a condição.

Estudos revelam que metade dos casos de câncer no ovário são observados em mulheres com mais de 60 anos, que já passaram pelo climatério e chegaram na menopausa.
 

Obesidade

Há uma relação forte entre câncer de ovário e obesidade. Assim, mulheres com índice de massa corporal acima de 30 têm mais chance de apresentar o problema.
 

Maternidade tardia

Aquelas que tiveram filhos depois dos 35 anos também têm um risco maior de ter um tumor maligno no ovário.
 

Tratamento para fertilidade

A fertilização in vitro é apontada como fator que pode aumentar o risco de tumor ovariano de baixo potencial de malignidade. Por isso, orienta-se que as mulheres com outros fatores de risco conversem com o médico responsável pelo tratamento sobre esta possibilidade.
 

Terapia hormonal

A terapia hormonal é cada vez mais utilizada para amenizar os sintomas desagradáveis da menopausa. No entanto, pesquisas revelaram que o uso de estrogênio por tempo prolongado pode aumentar o risco de câncer de ovário.

 

Histórico familiar

O risco de câncer de ovário é sempre maior para a mulher que tem parente de primeiro grau diagnosticada com a doença. Além disso, quem tem familiar que já teve outros tipos de câncer, como colorretal e mamário, tem mais possibilidade de desenvolver a doença.
 

Dieta

Há evidências de que mulheres que seguem uma dieta com pouca gordura e rica em frutas, legumes e verduras têm menos chances de ter câncer de ovário. Além disso, uma boa dieta também pode prevenir outras doenças altamente debilitantes.

Ao contrário dos fatores de risco citados até agora, algumas condições diminuem as chances de ocorrência do câncer de ovário. Estudos revelaram que o uso de Dispositivo Intrauterino (DIU) diminui o risco para a doença.

Por isso, se você apresenta um ou mais fatores de risco para o câncer de ovário, consulte um médico especializado em oncologia para verificar se há necessidade de fazer exames de rastreamento.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em Londrina!



Comentários
Dr. Rafael Onuki Sato

Posted by Dr. Rafael Onuki Sato